BUSQUE POR PALAVRAS

INSTAGRAM

@spicy_lojas

Pizzas & Vinhos: aprenda a harmonizar

11/12/2014
Pizzas & Vinhos

Na pizzaria, é de praxe do brasileiro pedir uma cerveja. O costume de harmonizar a redondinha com o vinho não é tão difundido, mas tem ganhado cada vez mais adeptos. Isso porque o vinho evita a sensação de inchaço, em especial nas noites de calor, e também porque seus compostos diversos oferecem uma porção de possibilidades de combinação que ajudam a ressaltar o sabor, facilitar a digestão ou ainda maximizar a experiência gastronômica da pizza. Confira aqui o especial que a Revista Digital preparou para você acertar na pedida.

Mussarela e Marguerita

Não existe opção mais clássica. Nestes sabores o foco está na  gordura do queijo e na acidez do molho de tomate, e por isso a melhor pedida na carta de vinhos é por tintos jovens, com pouca ou sem passagem pela barrica de carvalho, portanto leves e com boa acidez. Os especialistas sugerem a uva cabernet franc e, mais especificamente, os rótulos Chianti Le Vigne di Legnaia (Itália), Rapariga da Quinta Select (Portugal), Dal Pizzol Gamay Beujolais (Brasil), Bridlewood Pinot Noir (EUA) e Salton Paradoxo Merlot (Brasil).

Pizzas com Catupiry

O queijo é mais untoso, portanto pede um vinho com caráter mineral. O frisante Chardonnay da Borgonha limpa o paladar, enquanto o Lunae Branco tem uma boa acidez para harmonizar com a cremosidade.

A opção frango com cautpiry combina com tintos da uva Merlot, como os chilenos Viña Mar e León de Tarapacá e os franceses Côtes du Rhône, assim como os tintos jovens da uva Tempranillo, como os espanhois Toro Loco e Naturvin. Todos esses combinam com o frango de forma equilibrada para lidar com o queijo.

Já o sabor de camarão, que geralmente vem com catupiry, pede um vinho branco com boa acidez ou um tinto leve também ácido. Anote as sugestões: Vadio Branco (Portugal), Monte Paschoal (Brasil), E Pio Tinto (Espanha) e Alfredo Roca Fincas (Argentina).

Linguiças e outros embutidos

As pizzas Calabresa, Toscana e Pepperoni possuem a gordura de uma linguiça com forte sabor. Estes ingredientes harmonizam com vinhos contrastantes, ou seja, ricos em taninos, mas de boa acidez. Salton Classic, Cabernet Sauvignon e Salton Volpi Sauvignon Blanc são alguns dos mais qualificados para acompanhar a pizza. Vinha da Defesa (Portugal), Namaqua Shiraz (África do Sul), Bons Ares (Portugal) e o Malbec Trivento Tribui (Argentina) fecham a lista de boas opções.

Pizzas que levam presuntos e embutidos mais suaves pedem vinhos leves e com pouco tanino, como um Jerez. A Portuguesa, que tem diversos ingredientes, pede um vinho médio e aveludado, típico da uva Merlot de um Salton Intenso ou de um Salton Classic. Por fim, pizzas com temperos e condimentos fortes vão harmonizar com vinhos que possuem açúcar residual, que ameniza o ardor picante. Exemplos: Riesling ou Baccus.

Pizzas de sabor intenso

Uma das mais pedidas pizzas no mundo todo é a de Quatro Queijos, forte e salgada. Esta, assim como as de aliche e de alho, devem ser acompanhadas por vinhos com poucos taninos (quanto mais salgada, menos taninos). O que nos leva a indicar rosés, Pinot Noir sem carvalho ou brancos com boa acidez. Exemplos de Chadonnay: Viña Mar Reserva e Ventisquero Classico (chilenos), Alta Vista Premium (argentino), Aurora (brasileiro); e também Reynolds Arinto, de Portugal.

Outra pizza de forte sabor é a Romana, que leva aliche na composição. Vá de vinho branco de boa mineralidade, como o Quinta dos loridos de Portugal, Tenuta Rocca Langue da Itália, Duas Quintas Branco, português, e Marqués de Riscal Rueda, espanhol. Para a pizza de atum, basta um vinho de uva merlot.

A Napolitana, que tem muzzarela, anchovas e azeitonas, requer um tinto de taninos leves e boa acidez. Um simples Malbec, como o Alta Vista Classic e o Septima (Argentina), ou regional alentejano, como Vinha do Mouro e JP Azeitão (Portugal) fazem bem o serviço.

Pizzas de vegetais

A amada pizza de Palmito faz um belo par com vinhos brancos da uva Chardonnay, assim como o Salton Classic Chardonnay e Volpi Chardonnay. O sabor também aceita um tinto leve, desde que seja fresco e frutado, como o Salton Gamay.

Cogumelos e pimentões, de característica terrosa, pedem Pinot Noir e Carménère; já a abobrinha simpatiza com Sauvignon Blanc, como o Salton Volpi. Rúcula e tomate seco, uma inusitada mistura de amargor com agridoce, vai cair bem no paladar se acompanhado de um fresco e ácido espumante Salton Brut. Por fim, as pizzas de alcachofra serão melhor aproveitadas se você for de Chenin Blanc ou Sauvignon Blanc.

Vinho na sobremesa? Sim, senhor.

Até mesmo a pizza doce pode ser bem harmonizada. A pizza de banana, por exemplo, harmoniza com um espumante aromático, persistente, frutado e floral, como o Salton Moscatel. Já a de chocolate requer um vinho encorpado e doce para contrastar com a intensidade da cobertura; neste caso, vá de vinhos licorosos da uva Chardonnay.

Se você esquecer das nossas dicas, pelo menos anote essa: Pinot Noir. As características desses vinhos não se sobrepõem aos sabores das pizzas que possuem carnes delicadas, ao mesmo tempo que não se intimida nas pizzas mais intensas. É uma bebida cuja acidez vai ajudar a limpar o paladar, ou seja: se por acaso não harmonizar, com certeza não vai atrapalhar.

Se toda essa harmonização vai acontecer na sua casa entre amigos, tem que caprichar na apresentação. A Revista Digital já fez um especial sobre a escolha correta da taça, mas se você quer apostar num conjunto básico que supre as mais comuns necessidades, confira a sugestão do kit de quatro taças feito de vidro cristalino da Spiegelau. E na hora de cortar a pizza, por que não surpreender com um utensílio prático, preciso e bonito? O cortador de pizza da Oxo é a pedida, pois sua durabilidade é garantia de uso por anos. Aproveite ambos os produtos estão em oferta.

Tem outras sugestões para harmonizar vinhos e pizzas? Deixe um comentário e interaja com a sua Revista Digital, trazida pela Spicy para quem entende ou quer saber mais de gastronomia.

Fontes:

http://sonoma.com.br/

http://www.escrivinhos.com/

http://www.aromasdovinho.com.br/

TOPO