BUSQUE POR PALAVRAS

INSTAGRAM

@spicy_lojas

As experiências gastronômicas de São Paulo

22/09/2014
Mercadão

São Paulo é a cidade de maior referência de gastronomia no Brasil. Em diversas regiões você encontra não somente restaurantes de primeira classe de certas cozinhas, em especial por causa da imigração de diversas nacionalidades, como também feiras diversificadas, festivais e outras experiências culinárias inesquecíveis.

Como prova, de julho até aqui diversos festivais e feiras aconteceram, tanto pela iniciativa privada quanto governamental: Achiropita, O Mercado, o Festival de Sopas do Ceagesp etc. E vem mais por aí.

Neste post a Revista Digial da Spïcy vai te levar para as principais feiras e experiências gastronômicas típicas e/ou culturais da capital paulista, como as feiras de rua, e em breve, aqui mesmo no blog, você saberá sobre os festivais que a terra da garoa oferece. Vamos lá?

Centro e Bairros Imigrantes

Existem bairros que concentraram imigrantes ao longo dos dois últimos séculos na formação da cidade. Por causa disso, grandes surpresas gastronômicas, típicas dos países representados, podem ser descobertas até em locais bem escondidos.

Um exemplo é o bairro da Libertade, no centro da cidade. Concentra imigrantes japoneses, chineses e sul-coreanos, e por lá trabalham não somente famílias que mantém as tradições da cozinha à risca, como também novos chefs que experimentam modernizar o sushi, o temaki, o yakissoba e cia. Na Feira de Arte, Artesanato e Cultura da Praça da Liberdade (mais conhecida como Feira da Liberdade), você vai encontrar a verdadeira mescla entre a tradição oriental e a comida de rua. Tem a semana toda, mas de sábado a oferta (e principalmente a procura) é maior. Dica: fique de olho no calendário festivo, como o Ano Novo Chinês, e busque visitar o local numa dessas datas.

região do Bixiga, não muito longe do centro histórico, tem inúmeras cantinas italianas, e em muitas você vai degustar verdadeiras pastas ao som das modinhas típicas da Itália, não raro cantadas pelos donos e familiares do estabelecimento. É lá onde acontece a Achiropita, feira de comida italiana que atrai gente de toda a cidade nos fins de semana de agosto.

Pólo alimentar: Mercadão e Zona Cerealista

Ainda no centro, num bairro onde a diversidade imigrante é gigante, você encontra o Mercadão e a Zona Cerealista. O Mercado Municipal de São Paulo, depois da reforma de alguns anos atrás, ficou ainda mais atrativo. Além da arquitetura, são diversos motivos para você visitar o local:

  • *Você encontra ofertas de frutas nacionais raras, como as do cerrado, do nordeste e do norte, e também importadas do mundo inteiro. Já experimentou as mini uvas? Ou o kiwi sem acidez, o “kiwi banana”? Os feirantes alardeiam a novidade e oferecem aos interessados bons pedaços para degustação. Já vale um mini café da manhã;

  • *Empórios onde você vai alucinar com a oferta de queijos, conservas, temperos e azeites (por exemplo: facilmente você acha produtos com acidez abaixo de 0,3%);

  • *Isso sem falar da parte de peixes, das cachaças, dos doces típicos, tendas de famílias imigrantes tradicionais etc;

  • *Muita gente vai ao Mercadão para provar os gigantescos lanches de mortadela e os tradicionais pasteis de bacalhau; ainda que o número de vendedores seja grande, as filas na hora do almoço dobram os corredores do mercado tanto no térreo quanto no mezanino; o Bar do Mané é um dos responsáveis pela tradição, e por isso um dos maiores concentradores de fila.

Ao lado do Mercadão, mas do outro lado do rio Tamanduateí, fica a Rua Santa Rosa/Rua Mercúrio, a zona cerealista. Antigamente era uma região voltada para o atacado, mas após a repaginação de inúmeras lojas, hoje coloridas e simpáticas, ela abrange também os consumidores de varejo. Lá os preços são mais em conta, e a qualidade dos alimentos, frescos, é geralmente superior. Mas não são apenas cereais que você encontra: temperos, especiarias, queijos, alimentos orgânicos, massas integrais… tem de tudo, principalmente para quem busca variedade para uma alimentação mais saudável. Fica próximo ao metrô D. Pedro II, mas se você pretende voltar com muitas sacolas, vá de carro.

Feiras de Rua fora do centro

Selecionamos seis feiras que acontecem fixamente ou com certa frequência na cidade de São Paulo. A maior parte está relacionada aos food trucks, cada vez mais presentes na cidade. Mas esqueça a ideia de que são comidas de baixa qualidade: as feiras são comandadas por chefs, portanto são uma opção divertida para experimentar novos sabores, levar a família ou os amigos para uma experiência ao ar livre.

Butantan Food Park — é um local com mais de 1.600 m² onde food trucks, barracas e tendas vendem comida de rua por até R$25. Funciona todo dia, das 11h às 20h (22h, nas sextas e sábados). É o “herdeiro” da antiga Feirinha Gastronômica da Vila Madalena, que desde junho acontece aqui. Para ser um vendedor, existe um processo seletivo, e quem organiza tudo é a chef Daniela Narciso. O local é o novo ponto de encontro dos amantes da boa comida. Rua Agostinho Cantu, 47, Metrô Butantã.

Feira Gastronômica Mercado Pop — De conceito alternativo, o Mercado Pop é um espaço multicultural de Moda, Arte, Design e Música. O Piso Lisboa é seu espaço destinado à gastronomia, com especialidades de grandes restaurantes e chefs. Fica na Praça Benedito Calixto, que tem sua tradição entre o público da cidade que é alternativo e exigente. Esquina da Teodoro Sampaio com a Rua Lisboa, na altura da Henrique Schaumann.

Pátio Gastronômico Casa Verde — Organizado por Rolando Massinha, um dos pioneiros do food truck em São Paulo, a feira acontece nos fins de semana e também traz chefs comandando vans e barracas para todo tipo de gosto. Além da música, há uma cervejaria Mr. Beer e outras atrações para passar o tempo de forma completa. Opção para quem mora na zona norte. Fica na rua Relíquia, 383.

Feira Orgânica do Ibirapuera — Sábado é seu dia de aproveitar o parque Ibirapuera e de quebra levar alimentos de alta qualidade para seu almoço ou jantar. São 30 barraquinhas que vendem produtos orgânicos, in natura ou processados, e ainda você conta, durante o evento de café da manhã orgânico, com chefs que dão dicas de como integrar a culinária natural ao seu cotidiano. Abre das 7h às 13h, próxima à entrada Curitiba do parque.

Panela na Rua — Também na Benedito Calixto, a feira de food truck acontece toda quinta à noite e domingo no almoço. As barracas e food trucks ficam sob comando de chefs, portanto você pode esperar por boas surpresas neste evento semanal que ganha cada vez mais admiradores.

Taste of Centro — Aos sábados e domingos você pode participar de um tour pelos pontos históricos do centro antigo. O “passeio” atrai tanto turistas quanto os próprios paulistanos que querem uma imersão na cultura tradicional da cidade. A vantagem aqui é que você pode degustar as receitas de alguns restaurantes, bares, barracas gastronômicas e um café. Custa R$89 por pessoa; crianças abaixo de 5 anos não pagam.

Festivais Gastronômicos

Estes são pontuais e acontecem num dia, semana ou mês específico do ano. Neles, você não somente encontra pratos incríveis, como também pode comprar itens incomuns na nossa mesa, e a preços mais acessíveis que em empórios. Exemplos: O Mercado, dos chefs Checho Gonzales e Henrique Fogaça, o Comida de Rua Né, organizado pelo restaurante japonês Sakagura A1, e o Chefs na Rua, que entrou na programação da Virada Cultural deste ano.

Esse tema rende outro post inteiro. Portanto, hoje vamos revelar apenas dois eventos próximos, para você não perder a oportunidade e já se programar.

Festival Gastronômico Sabor de São Paulo é organizado pelo governo do Estado, e acontece já já, nos dias 27 e 28 de setembro, no Parque da Água Branca. Vá e não se arrependa, pois o objetivo do festival é consagrar e reconhecer os maiores frutos da culinária paulista.

Festival Gastronômico Orgânico de São Paulo – Sustentabilidade e Vegetarianismo: também no Parque da Água Branca, nº 455, mas nos dias 16 a 19 de outubro. O evento tem como objetivo difundir ideias práticas sobre o tema do título. Vale a pena visitar.

Agende-se, siga a Revista Digital e não perca os próximos conteúdos.

Fontes:

http://gq.globo.com/

http://www.hypeness.com.br/

http://www.animamidia.com.br/

http://guia.folha.uol.com.br/

TOPO