BUSQUE POR PALAVRAS

INSTAGRAM

@spicy_lojas

Espaguetes de verdura – Os novos (e super saudáveis) “carboidratos”

20/06/2016
Macarrão de Verdura

Alerta foody. Existe um novo fenômeno nutricional – petencializadíssimo pelo efeito das redes sociais, claro – que promete dar muito o que falar. Bom, na verdade ele já deu, mas agora é que começou a viver seu momento de glória. Os zoodles, ou seja, as verduras espiralizadasespaguetes de cenoura, abobrinha, beterraba ou similares – são uma opção que deve ser levada em consideração na hora de tentar uma dieta equilibrada. Os motivos?  São uma maneira super atrativa (e rica) de comer verduras e uma alternativa perfeita para reduzir o consumo da pasta tradicional.

No mais, o aparato (espiralizador) que consegue dar forma de espaguete ou fideo chino a uma verdura inteira, revolucionou as vendas online quase da mesma maneira que a comida em questão. E como existem vários modelos dessa ferramenta e várias marcas explorando o seu potencial, é possível encontrar diversas versões, desde as mais sofisticadas, até as mais simples.

“Descobri essa técnica há um ano, através da internet, no canal FullyRaw Kristina. Em seguida, comprei um espiralizador. Desde então, não deixei mais de usá-lo, sobre tudo para espiralizar abobrinha. Fica delicioso!”, nos conta Rocio Graves (@letitbecosy), autora do blog Let It Be Cosy e amante confessa da técnica. “Minhas verduras preferidas para espiralizar são a abobrinha, a cenoura e a beterraba. Recomendo que experimente e descubra a que mais gosta”, acrescenta com devoção.

Chamar os zoodles de “novos carboidratos” não é acidental, pois além da semelhança estética com a massa tradicional, o sabor e a maneira de cozinhar os convertem na alternativa perfeita para massas – o que não significa que a substitua: “uma dieta equilibrada tem que conter cereais, ou seja, não devemos substituir a pasta por completo, a não ser que queiramos perder peso”, afirma Leticia Carrera, diretora e nutricionista do Centro Médico Felicidad Carrera. Mas é uma boa alternativa para diminuir o consumo do macarrão tradicional ou, em dietas de amagrecimento, “saciar a vontade”. “Me parece uma boa opção para começar uma reeducação alimentar para aqueles que costumam comer muita massa. Redescobrindo e elaborando as verduras dessa forma, é possível diminuir a quantidade de massa através do sabor das verduras”, explica Itziar Digón, psiconutrionista de Tacha.

Dito isso – e que uma dieta equilibrada deve conter semanalmente ao menos uma porção de pasta (se possível na sua versão integral), uma de arroz, duas de legumes, e duas de vegetais (uma cozida e outra crua) – agora só resta falar sobre os benefícios e possibilidades dos zoodles. “As verduras são muito ricas em água”, explica Carrera. E também são uma forma de reduzir a ingestão de calorias de forma saborosa. “Mas, energeticamente falando, um prato de espaguete de abobrinha com salada de tomate, alho, azeite e hortelã não é a mesma coisa que um espaguete ao molho branco com queijo”, explica Itziar Digón. Além disso, também é importante lembrar que as massas tem mais fibra e, sendo assim, um maior efeito saciante.

E para quem ainda tem dúvidas se vai gostar ou não, além de espiralizador, Rocío Graves nos da outra opção para as verduras: utilizar um descascador para fazer tiras. “Dessa maneira, se consegue um efeito muito parecido, ainda que menos crocante”, afirma a autora de Let It Be Cosy, que recomenda comê-los crús para manter o maior valor nutricional, ou cozinhá-los ligeiramente em água fervendo durante muito pouco tempo. Ainda assim, no caso de se espiralizar, não existem limites, afinal, além da abobrinha, cenoura ou beterraba, também é possível utilizar batata, pimenta, e até maçãs ou peras.

No mais, agora é só questão de experimentar!

 

Via Vogue Espanha (http://www.vogue.es/belleza/nutricion-dietas/articulos/beneficios-y-recetas-de-las-verduras-espiralizadas-espaguetis-de-verduras-zoodles/22883)

TOPO