RECEITAS

Gastronomia em Nova York

Ao falar de gastronomia, Nova York daria uma dinâmica enciclopédia. Isso porque a cidade possui, ao todo, cerca de 23 mil restaurantes, e muitos deles estão com frequência se renovando. Culinárias do mundo inteiro se encontram nesta metrópole, o que faz de NY a capital gastronômica mundial.

Para quem visita a Big Apple e quer uma verdadeira experiência gastronômica novaiorquina, existem algumas dicas básicas. A primeira é: reserve sua mesa. Mesmo com tantas opções, os locais lotam facilmente. Os points da moda exigem o planejamento de reservar mesa semanas antes; felizmente, na maioria dos casos alguns dias de antecedência são suficientes para garantir lugar. Aproveite a ligação de reserva para perguntar se o local exige traje específico e, principalmente, se aceita cartão de crédito.

Outra dica é: os restaurantes enchem entre 19h e 21h. Saber disso é importante ao planejar seu roteiro e tentar combinar horários, como, por exemplo, antes ou depois de ver um musical. Se você faz questão de ir a um restaurante famoso para sentar-se entre celebridades, vale a pena pensar em jantar mais cedo ou mais tarde, quando as mesas estão mais disponíveis.

Sugestões cinco estrelas na Big Apple

A lista que a Spicy preparou abaixo contempla a diversidade culinária da cidade, mas foca na experiência gastronômica que você busca em NY. A maioria dos restaurantes é cinco estrelas, baseado nos próprios rankings de sites especializados, como a NYC, RG, Zagat e TimeOut. Atenção: grandes chances de você sentar numa mesa ao lado de sua celebridade favorita.

Nobu 57 (40 W 57th Street) é o restaurante do venerado chef Nobu Matsuhisa, responsável por revolucionar o conceito de sushi em NY. Suas mesas são tão disputadas que existe até um Next Door Nobu (105 Hudson Street), feito para turistas desavisados, mas com pratos (e preços) igualmente deliciosos. Vale a investida no sushi de pele de salmão e no tempura de pitu com ponzu.

Indo de Japão para França, a Balthazar é a brasserie tipicamente francesa mais famosa da Big Apple. Fica na 80 Spring Street e é bem frequentada especialmente nos brunchs de fim de semana. Duas sugestões: a especialidade da casa, prato de frutos do mar de três andares, e o frisée aux lardons, que deixa as pessoas sonhando o resto do dia com frango assado e purê.

Aquavit (Park Avenue Tower, na 65 East 55th Street) oferece serviço cinco estrelas com ótimas comidas nórdicas, na mistura ideal entre respeito às tradições da região e o uso de novas técnicas culinárias. E também tem uma grande carta de vinhos que vale a pena conferir.

Aureole desde 1988 é um dos mais finos restaurantes dos EUA. Seu dono, o chef Charlie Palmer, foi um dos responsáveis por colocar a cozinha americana na lista da alta gastronomia. Sua localização, na 135 West 42nd Steet, é ótima, com mesas com lindas vistas panorâmicas da cidade. Uma mistura de elegância e contemporaneidade urbana.

No Le Cirque você irá fruir de um dos mais amados restaurantes de NY. Seu dono, Sirio Maccioni (que já foi tema de documentário na HBO), trouxe ao local um ar nouvelle vague. Uma verdadeira mistura de cozinha francesa com culinária contemporânea na 151 East 58th Street. Também francês, o bistrôOdeon (145 West Broadway) é ainda mais moderno,  e por isso bastante disputado na movimentada região dos teatros musicais.

Il Buco (47 Bond St) não só é charmoso, como é um dos preferidos por turistas que buscam uma experiência gastronômica refinada, completa, mas simples. Para um jantar romântico, reserve uma das mesas no terraço.

Employees Only é o local para visitar até altas horas, mesmo na madrugada. Você pode até não dar muita coisa pela decoração local, mas quem entra no 510 Hudson Street poderá experimentar não só pratos interessantíssimos, mas drinks preparados com requinte pelo próprio co-proprietário Jason Kosmas.

Peter Luger (178 Broadway) não está nessa lista por causa do serviço, que não é cinco estrelas, mas por causa de sua especialidade: o corte de carne porterhouse, bem passado por fora e  vermelho por dentro. Praticamente uma iguaria.

Pizza também não é uma experiência de requinte, mas a Lombardi’s, na 32 Spring Street, merece entrar na lista simplesmente por ser a pizza mais antiga numa cidade que é famosa por seus pizzaiolos. Experimente a de pepperoni ou a de almôndegas com tomate.

Também falando de cozinha italiana, o Il Mulino (86 West 3rd St) é é muito famoso pelos surpreendentes pratos que os irmãos Gino e Fernando Masci preparam para seus famosos clientes.

A cereja do bolo de NY é, atualmente, o aclamadoPer Se. O restaurante, que fica no 4º andar do Time Warner Center, é o atual #1 da Zagat (especialista em restaurantes gourmet), e por duas vezes consecutivas. Esqueça a conta final: o Per Se é seu momento de indulgência em NY. Da entrada ao café, a experiência é longa, se estendendo por até 9 pratos, como a panacota de couve-flor, a lagosta na manteiga e o cone de salmão. Cada prato é uma verdadeira joia culinária. Há pessoas que ficaram mais tempo no telefone tentando reservar mesa do que no restaurante. Mas, se valeu a pena? Ninguém nega.

Uma tendência na cidade

Em Nova York, jantar está mais relacionado a sair de casa do que se alimentar. Por isso, o que tem acontecido bastante ultimamente é o surgimento de restaurantes gigantescos que, se por um lado oferecem pratos com porções reduzidas, por outro são garantias de capricho ao comando de chefs consagrados.

Nessa leva, um dos exemplos que a revista TimeOut NY aponta são o Stanton Social (99 Stanton Street), restaurante de três andares bastante movimentado que oferece cerca de 50 pratos no menu, entre eles os miniburgers de Kobe e as ostras crocantes Rockfeller.

PS 450 (450 Park Ave S), é um restaurante e também lounge com mais de mil metros quadrados, onde os pratos são basicamente petiscos, como taquitos de pato; os coquetéis, em compensação, vêm em jarras. Buddakan ocupa um antigo depósito em 75 9th Avenue; tem uma decoração inesquecível e oferece, como carros-chefe, pratos da culinária chinesa.

E se o tour for mesmo inesquecível?

Depois dessa experiência na Big Apple, ao voltar para casa seus sentidos estarão mais aguçados para mais e mais experiências gastronômicas — feitas, inclusive, por você. Para isso, será necessário ter uma cozinha equipada com utensílios cujo material seja propício para seus experimentos e genialidades.

Ao passar na Spicy, aproveite a inspiração novaiorquina e confira os produtos da norteamericana Cuisinart. Mesmo sendo uma marca relativamente nova (35 anos), a evolução de sua linha não passou apenas por projetos no papel e computador. Famosos chefs testaram cada lançamento e implementaram melhorias ano após ano, o que faz da Cuisinart uma referência para quem se arrisca ou domina a alta cozinha.

Link da marca: http://www.spicy.com.br/cusinart

Conforme foi falado, Nova York possui infindáveis opções de restaurantes, e a lista neste blog é quase simbólica. Se você quer ir atrás por si das suas preferências, crie seu próprio roteiro em NY utilizando os sites especializados que a Spicy consultou.

RG NY divide os restaurantes de acordo com o distrito novaiorquino. A Zagat possui ferramentas de busca muito precisas sobre tipos de cozinha, localidade, preço e inúmeros critérios. ATimeOut oferece listas dos melhores restaurantes de acordo com a especilidade: os melhores sushis, pizzas, etc. Por fim, a New York Serious Seats montou roteiros temáticos, como “clássico”, “Kids” e “Just Good food”. Escolha o seu e delicie-se nesta cidade inesquecível.

Fontes:

http://rg-ny.com/

http://www.nyc.com/

http://www.zagat.com/

http://newyork.seriouseats.com/

http://www.timeout.com/newyork/restaurants

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *