BUSQUE POR PALAVRAS

INSTAGRAM

@spicy_lojas

Holanda: Circuitos Gastronômicos na terra do Gouda

3/03/2015
Circuito Gastronômico

A Holanda é um país que também se chama Países Baixos, pois boa parte de seu território está a nível abaixo da linha do mar. No entanto, é uma das regiões mais densamente povoadas e urbanizadas da Europa. Mas além das curiosidades históricas, quais são as curiosidades gastronômicas do local?

Em março a Revista Digital faz um especial sobre a Holanda trazendo informações sobre turismo, cultura e gastronomia. Neste primeiro post você vai conhecer algumas atrações essenciais para quem busca experiências com a comida local ou com a alta gastronomia dos Países Baixos. Fique de olho nos próximos, que vão cobrir mais temas de seu interesse.

A cultura gastronômica dos Países Baixos, por cima

A Holanda pode não ter o peso da cultura gastronômica italiana, espanhola, francesa ou alemã, no entanto a cozinha holandesa tem avançado e desenvolvido uma cara própria, com reconhecimento de pratos clássicos e referências do campo do paladar, como o caso da Heineken em cervejarias, gouda em queijos e a torta holandesa em sobremesas. O reflexo disso está nos mais de cem restaurantes holandeses com estrela Michelin, e também na quantidade crescente de chefs e bons restaurantes surgindo em cada cidade.

Além do queijo, outros alimentos de boa procedência podem ser adquiridos facilmente em seus mercados a céu aberto, o que mostra a preocupação com a qualidade da comida que circula na região. Suas maiores cidades têm bastante variedade de restaurantes, inclusive com características étnicas, devido à influência da Indonésia, sua ex-colônia. Isso sem falar dos famosos coffeeshops, locais onde se vende e consome maconha, pois a droga lá é legal.

Em geral a cozinha dos Países Baixos é rica em proteínas: além de sopas feitas com legumes e carnes, consomem-se bastantes bifes, frango, porco e peixe, como no caso do haring (arenque servido com pão, cebolas e picles). Seu principal snack é a batata frita, como no típico patatje met (batata frita com maionese).

Principais experiências gastronômicas (que seriam legais em outros países)

O grande festival gastronômico da Holanda acontece em Maastrich no fim de agosto, há mais de trinta anos. Seu nome é Preuvenemint, que literalmente significa “ocasião para experimentar”. Ele reúne mais de cem mil pessoas que passam por trinta estandes, ouvem música ao vivo e ainda aproveitam para conhecer e provar as principais receitas culinárias dos Países Baixos.

Nijmegen é a cidade mais antiga da Holanda, mas consegue harmonizar seu charme histórico com a paisagem local, repleta de montes, florestas e rios, e com a modernidade urbana, que surge em seus diversos cafés e restaurantes. A cidade ganha cara especial durante seu festival Marcha dos Quatro Dias. Nijmegen entra na lista das atrações gastronômicas simplesmente porque, se ela fosse um prato, seria uma cidade bem gourmet.

Já outra cidade curiosa tanto para a memória quanto para a boca é cidade de Haia. Ela chama atenção pela quantidade inimaginável de cafés e terraços de todos os tipos: elegantes e casuais, caros e baratos, clássicos e modernos, calmos e com música ao vivo. Além disso, é uma bela cidade, conhecida também por ser protegida por dunas.

A Heineken Experience acontece em Amsterdã e é uma de suas principais atrações turística em geral. Trata-se de um “Museu Heineken” localizada numa antiga fábrica da cervejaria. Lá os fãs da marca (e de cervejas em geral) passam por uma experiência multimídia que explora os sentidos e que dura em torno de 1h30. Além de ver, cheirar e ouvir, no final cada participante (maior de idade) pode apreciar o resultado.

O Mercado Municipal de Rotterdã é o maior aberto do país, com área coberta do tamanho de um campo de futebol. Lá estão instaladas delicatessens, vendas e lojas de peixes, carnes, vegetais frescos, queijos, pães, aves, flores e plantas. E, é claro, alguns restaurantes, para quem quiser fazer uma pausa nessa aventura de comida!

Edam e Gouda são cidades famosas pelos queijos que levam seus nomes. O Mercado de Queijo de Gouda, por isso, também é outra experiência de apreciação e compra de alimentos que vale a pena conhecer. Lá você pode inclusive acompanhar a pesagem de diversos tipos de queijos na Casa da Pesagem, que é aonde as peças do alimento chegam direto das fazendas. Ali os queijos são analisados, pesados, precificados e vendidos. E consumidos.

É claro que você vai provar uma torta holandesa na Holanda. Mas se você tiver tempo de visitar esta região, faça a experiência na província de Limburgo. O Vlaaien de Limburgo é uma torta feita com massa com fermento, não massa de torta. Ela possui traços elaborados, como raspas de amêndoas, chantillly, camadas de frutas ou de cremes, e recheio de arroz de leite (rijstevlaai). É um dos muitos tesouros culinários da região.

Mas o artigo com os pratos típicos da Holando será o próximo. Continue acessando o blog da Spïcy, a Revista Digital, para continuar conhecendo mais sobre países do mundo. Cada mês será um diferente, com posts especiais toda semana. Até a próxima viagem!

Fontes:

http://www.holland.com/br/turismo.htm

http://www.roughguides.com/

TOPO