BUSQUE POR PALAVRAS

INSTAGRAM

@spicy_lojas

Portugal: os melhores destinos na pátria-mãe

26/05/2015
Portugal

Se Portugal para os europeus é um país cheio de atrações exclusivas, imagine para nós, brasileiros, que temos laços com a pátria-mãe. O pequeno país é repleto de pontos turísticos de todos os tipos: praias, penhascos e vinículas; castelos, palácios e fortalezas medievais; arquitetura romana, moura e gótica; cidades portuárias, metrópoles e até vilarejos com muita vida noturna; isso sem falar das referências culturais que com certeza vão tocar o coração do brasileiro apaixonado por história. Confira agora o especial da Revista Digital da Spïcy pelas cidades portuguesas.

O centro com Lisboa, Cintra, Évora e arredores

A capital portuguesa foi estabelecida na região da foz do Rio Tagus e entre sete montes e morros, o que faz com que a cidade seja vista de diversos ângulos e paisagens. O Castelo São Jorge, por exemplo, fica no topo de um morro e é visto por quase toda a cidade. A construção possui 18 torres e muralhas que passaram por importantes momentos históricos, como a reconstrução moura do século X, a retomada na 2ª Cruzada (sec. XII) e a morada do rei Alfonso III.

Mas Lisboa é muito mais que história. Seus bairros coloridos, o tradicional fado, os becos charmosos, as lojas típicas e os azulejos azuis da decoração das casas dão as tonalidades da cidade. Além disso, a região tem catedrais góticas, pontes impressionantes e uma série de locais de referência à religião católica (ex.: Mosteiro dos Jerônimos) e à era das Grandes Navegações, como o Museu Marítimo, o Padrão dos Descobrimentos e a Torre de Belém — construída em 1515 para defender a cidade com um bastião de 17 canhões; a torre possui uma famosa estátua da Nossa Senhora do Bom Sucesso e é considerada patrimônio da humanidade pela Unesco.

A cidade de Évora guarda muito da arquitetura Romana, pois foi um centro promissor há mais de dois milênios. É uma pequena cidade fundada próxima ao rio Alentejo, e seu centro antigo e cercanias guardam mais de 4.000 estruturas históricas, como as muralhas e o templo, construídos durante o Império Romano. A principal atração é a Capela de Ossos, parte da Igreja Gótica de São Francisco. Paredes, chão e teto são decorados com mais de cinco mil esqueletos, entre eles crânios. A curiosa construção foi a solução encontrada pelos locais no século XVI para a questão dos muitos cemitérios que existiam em Évora.

Cintra, ao pé da montanha homônima da costa lisboeta, possui belos montes verdes e muitas vilazinhas. É um local de realeza, e seus principais pontos turísticos o ilustram bem: o Palácio Nacional de Cintra, o Palácio de Monserrate, o Castelo de Mouros, todos considerados patrimônios da humanidade. Isso sem falar da Quinta de Regaleira e do Palácio Nacional de Pera, cuja arquitetura (moura e manuelina) faz pensar que ele foi criado num conto de fadas.

Para os católicos mais fieis, Fátima é um destino obrigatório. A cidade, a um bate-volta de Lisboa, é o principal santuário católico português e atrai todo ano mais de 4 milhões de fieis. Isso porque em 1917 três crianças observaram aparições da Virgem Maria. Além de beatificadas, houve grande reconhecimento pelo próprio papa João Paulo II, reverente da ordem dos Marianos. A maior visitação acontece em maio, em outubro, e nos dias 13.

Olbidos é uma cidade que fica no alto de morros. Possui uma fortaleza e um castelo de muitos séculos: foram os mouros que ergueram a construção no século VIII, que depois foi reformada em XIV e, recentemente, transformado numa luxuosa pousada. Suas ruas são um labirinto de tempos antiquíssimos, e todo mês de julho acontece uma feira para simular como eram os mercados medievais.

Por falar em luxo, a vila pesqueira de Cascais fica a 32 Km de Lisboa e costumava atrair muitos artistas em décadas passadas. Hoje é um reduto da alta sociedade, com serviços para quem busca uma estadia de luxo.

O norte com Porto, Coimbra e Aveiro

Porto, a cidade localizada na foz do Rio Douro, é famosa mundialmente principalmente pelo vinho do Porto. Logo, uma das principais atrações são as adegas, facilmente encontradas nos locais de fácil acesso. Outra aspecto da cidade refere-se ao próprio nome: a cidade é portuária, e isso é seu principal cartão postal. A alma da cidade está no distrito Cais do Ribeira, com sua famosa zona pedestre de ruas medievais repletas de restaurantes, cafés, bares e típicos vendedores de rua — motivos para a Unesco tomar o distrito como patrimônio.

Mas Porto também é uma cidade ativa, pois se enriqueceu graças à indústria. O que não quer dizer que você possa desfrutar de horas folgadas, como na Igreja São Francisco ou no principal destino de quem quer conhecer muitas adegas: a Vila Nova de Gaia, atravessando a Ponte Dom Luís (outro cartão postal).

A nordeste de Porto fica Guimarães. É uma cidade motivo de orgulho aos portugueses, pois além de também ser tombada pela Unesco, é considerada uma das capitais culturais europeias. Foi lá que Alfonso Henriques travou uma importante batalha para a história da Europa, e sua vitória culminou na fundação do império português em 1153. Além do Castelo Medieval (séc. X) e do Palácio e Museu Ducal (sec. XV), Guimarães possui uma famosa rua, a Rua de Santa Maria, que preserva seus ares medievais de estreitas ruas.

Já a cidade de Coimbra, às margens do rio Mondego, é uma pequena, charmosa e histórica localidade no interior do país. Lá, o fado também é um aspecto cultural bastante presente. Sua principal atração é a Universidade de Coimbra, de estilo barroco, construída em 1290 e uma das mais antigas de toda a Europa. Dentro dela, atrações à parte são a Biblioteca Joanina e a Sala dos Capelos, onde os doutores recebem a titulação no salão do trono.

Coimbra possui um dos dois mais importantes monastérios do país, o Monastério de Santa Cruz. O outro fica a uma curta distância, em Alcobaça, que fica entre Lisboa e Coimbra. O Monastério de Alcobaça manifesta aspectos da cultura do Império Romano e da Igreja Católica (arquitetura gótica). Ele foi fundado em justamente pelo primeiro rei português, Alfonso Henriques, em 1153, ano de início de seu bem sucedido império.

Por fim, Aveiro é uma cidade litorânea que é chamada de “Veneza portuguesa”. Isso porque seus belos canais, suas pontes charmosas, suas gôndolas e casas coloridas são o ponto de encontro dos turistas que frequentam as belas praias da região. É também um local cheio de pontos históricos, e possui uma gastronomia típica.

Algarve, o lado mais Mediterrâneo de Portugal

Ao sul do país fica a região de Algarve, famosa pelas praias, pelo Mar Mediterrâneo, pelos inúmeros vilarejos pitorescos e, sobretudo, pela sua gastronomia. Sua costa, cheia de penhascos, falésias e escarpas, tem ótimos ventos e constantemente sedia eventos de windsurf e iatismo. A Praia da Marinha é uma das mais belas de toda Europa, com águas azuis, praias de areia fina e muitos corais (ótima oportunidade para praticar snorkel).

Sagres, a ponta mais isolada de Portugal, chama atenção por causa de suas praias, penhascos, seu belíssimo pôr-do-sol atlântico-mediterrâneo, além de estruturas históricas, como a Fortaleza de Sagres (sec. XV), a Capela de Sagres (sec. XIV) e o Cabo São Vicente.

Completando a região temos Albuferia, com mais de vinte praias de todos os tipos; Lagos, a melhor cena noturna da região; e Portimão, famoso por seu autódromo internacional e por sua culinária, pois lá é sediado um importante evento gastronômico, o anual Festival de Sardinhas.

As ilhas portuguesas de Madeira e Açores

A Ilha de Madeira é considerada um oásis no meio do Atlântico. Possui pastos verdejantes, restaurantes de culinária local, igrejas históricas e uma sempre bela vista do oceano. Sua capital, Funchal, enriqueceu graças à produção de açúcar. Hoje ela recebe o turista sempre de forma alegre, com muitos resorts à disposição do viajante.

Na costa sulina de Madeira está Cabo Girão, um local com um dos maiores penhascos da Europa. A vista amedrontadora hoje possui até uma plataforma de vidro transparente, para os corajosos que desafiam a vertigem de olhar para baixo e ver o oceano a quase dois mil metros de altura.

Açores é um arquipélago bastante afastado do continente (fica às 4h de vôo de Boston, EUA). São nove ilhas vulcânicas a mais de 1500 Km de Lisboa. O destino é bastante requisitado para amantes da natureza, pois lá é um dos melhores locais do mundo para observar baleias de diversos tipos. Mas os banhos de água mineral e as cidadezinhas isoladas no imenso azul atlântico são também motivos dignos de visita.

Apesar do tamanho do país, o que não falta é atração. E isso porque o blog da Spïcy ainda nem falou dos vinhos e da gastronomia local. Acompanhe os posts deste mês e fique por dentro do que Portugal tem a oferecer para o seu turismo gastronômico. Até breve, ora pois!

 

Fontes:

http://www.touropia.com/

http://www.neverstoptraveling.com/

http://www.tripadvisor.com/

TOPO