RECEITAS

Áustria: uma joia no coração da Europa

Se você leu o post sobre a Áustria (clique aqui e relembre) e ficou interessado em mais informações, chegou a hora de saber um pouco mais sobre o país que é uma verdadeira joia no centro da Europa. Além de reunir o que há de melhor na cultura clássica, especialmente na música, a Áustria também oferece experiências para esportistas de inverno e amantes da história mundial. Acompanhe agora nossa seleção de atrações, divididas por três temas: a capital Viena, as montanhas alpinas e as paradas históricas.

Vienna: a capital que respira música clássica

Mozart, Strauss, Brahms, Beethoven, Schubert. Familiar com esses nomes? A cidade de Viena é pura música clássica, e conta até com a Mozart House para os curiosos pela vida do famosíssimo compositor. Apreciadores do erudito vão se encantar com tudo aquilo.

A Vienna State Opera é a casa de ópera mais celebrada de todos os tempos, e sua orquestra está entre as melhores do planeta. A instituição oferece com bastante frequência versões clássicas e modernas de ballets. E, apesar da cidade ter um alto custo de visita, os preços para vivenciar um concerto ou ballet não são caros.

Isso sem falar das artes plásticas, pois Viena tem uma das maiores coleções de arte do mundo, como as dos museus Albertina e Kunsthistorisches. E, entre uma galeria e um concerto, pare e descanse num dos coffeehouses que compõem a fama da cidade. São dezenas deles, cada um com um estilo, mas todos com cafés e bolos deliciosos para você experimentar.

Conheça o Hofburg Imperial Palace, que, como o nome diz, é onde moraram os imperadores do ex-Império Austro-Húngaro, como os da dinastia Habsburg. Hoje, é residência do presidente austríaco.

Por fim, o palácio Schonbrunn, pertinho do centro. Sua imponência, que data desde o século XVII, é vista de longe. São 1441 aposentos, já foi casa de verão de imperadores, e é um edifício comparável com o palácio de Versailles. O local fica ainda mais bonito na primavera, graças a seu jardim, ao seu labirinto ao ar livre, à sua casa de verão de mármore, e também ao Prevy Garden, o zoológico mais antigo do mundo.

Montanhas de atrações pelos Alpes

Tirol, divisa com a Itália, é o nome da região onde você vai encontrar atrações de ski e esportes de inverno, com muitas opções de rotas tirolesas — aliás, vem daí o nome “tirolesa” e as tradições relacionadas.

Em St. Anton am Arlberg, por exemplo, além de pistas de ski de todas as dificuldades, existem trilhas (especialmente no verão) para os amantes das caminhadas e belas paisagens. Afinal, o local fica num vale belíssimo.

Innsbruck (literalmente “ponte sobre a pousada”), também em Tirol, é um bom local para se hospedar. Além de diversas opções de pistas de ski e esportes na neve pela região, a cidade possui catedrais, museus e muita história para ser contada. Como, por exemplo, a de seu famoso sino, que há mais de quatro séculos dá suas badaladas.

Seefeld, ainda em Tirol, é um centro de ski localizado numa reserva natural simplesmente espetacular. Se você quer praticar suas habilidades na neve e ser premiado com um tratamento de alto padrão, é ali onde ficam alguns dos mais luxuosos resorts austríacos.

Worthersee é um dos locais mais desejados pelos turistas na Áustria. Esportistas vão se aventurar nas canoas de seu grande lago, ou nas caminhadas por suas cavernas. Mas a cidade é mais do que isso. As catedrais quase milenares também são atrativos para todo tipo de visitantes. Para quem curte carros, a cidade ainda possui atrações com modelos de luxo em estradas feitas para conhecer como é dirigir as máquinas mais desejadas do mundo.

E por falar em carros, vale a pena alugar um automóvel e se aventurar pela bela estrada Grossglockner Alpine Road. É pedagiada, mas o preço compensa: o passeio levará você a paisagens incríveis e ao centro de visitas Kaiser Franz Joseph Höhe, com uma vista privilegiada dos Alpes. Mas a estrada só abre de maio a  outubro, devido ao mau tempo do inverno nos meses restantes.

Já se seu orçamento para viagem não permite altos luxos, experimente ficar em Bad Gastein, na região de Salzburg, num vale e vila que são encantadores (foto). Além de opções mais em conta para pistas de ski, você pode descansar os músculos numa de suas casas de banho quente, atração local.

Apaixonados por História

Graz é a segunda maior cidade austríaca, e é um destino ideal se você tem a mente aberta e se identifica com a energia jovial das universidades. A cidade tem seis delas, com 44.000 universitários perambulando por suas ruas, cafés e museus.

Graz é conhecida como “City of Culinary Delights”, ou seja, também é uma parada obrigatória para ter experiências gastronômicas de primeiro mundo. Aproveite e compre comidas sazonais, que movimentam bastante os seus mercados: óleo de semente de abóbora, salsichas artesanais, além de guloseimas feitas com as famosas styrian apples (maçãs de Styria, região de Graz conhecida por ser rica em diversos sais minerais).

Continuando nossa viagem histórica, a abadia de Melk, na cidade de Melk, se localiza às margens do rio Danúbio. Este é um dos mais famosos monastérios do mundo, residência de Leopoldo II (século XI) e com estilo barroco na arquitetura. Localizado no topo de um morro, oferece ainda uma bela vista da paisagem.

Não longe dali, ainda pelo rio Danúbio, fica o Vale de Wachau, uma parada para apaixonados por vinhos. Ricardo Coração de Leão e o Duque Leopoldo V têm passagens memoráveis no local, e a cidade faz questão de lembrar deles em uma de suas centenas de referências históricas.

Salzburg é outra cidade que merece sua visita. Também tem muito de música clássica, pois a é berço de Wolfgang Amadeus Mozart, orgulho da nação. Faça o tour “The Sound of Music” e apaixone-se por este local cercado pelos Alpes. Além disso, possui um centro histórico apaixonante e uma fortaleza medieval no alto de uma encosta que pode ser vista de qualquer canto da cidade.

Ainda em Salzburg, conheça o castelo medieval de Hohensalzburg, um dos mais bonitos da Europa. Além de uma bela vista das montanhas, possui uma atração especial: o Salzburg Bull, órgão construído com mais de dois mil tubos. Haja percepção musical para tanto som.

Por fim, uma curiosidade: Salzburg significa “fortaleza do sal”. Isso porque a região enriqueceu graças às suas minas de sal, que, à  época medieval, era um dos produtos mais caros do mundo. Uma sugestão de estadia para Salzburg é um resort em  Salzkammergut, cercado de montanhas e lagos que darão à sua viagem uma memória inesquecível.

E não deixe de visitar o vilarejo de Hallstatt, também em Salzkammergut, pois é um local mágico. Sua glamourosa arquitetura barroca, às margens de seus lagos e ao pé das montanhas, dá ao local uma cara de cenário de um filme de época. Possui, além da vista de cair o queixo, uma caverna subterrânea pré-histórica, que é uma das atrações turísticas de maior orgulho para o país.

E a Revista Digital faz questão de terminar o post da Áustria com essa menção porque um especial que vem aí é justamente sobre… o sal! Escreveremos sobre a história do ingrediente, como ele transformou as relações humanas, além de curiosidades a respeito. Fique de olho nos próximos posts, e até a próxima!

 

Fontes:

http://www.touropia.com/

http://www.roughguides.com/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *